Cartas para família

Atendimento - (31) 3324-1832

Marcar Consulta

Quanto tempo para tirar o curativo na rinoplastia?

Postado por: Dr Etienne Soares Miranda
30 out

As bandagens e talas nasais utilizadas após a rinoplastia podem ser pequenos dispositivos de plástico ou silicone usados ​​para estabilizar o nariz após a cirurgia nasal. Quanto tempo para tirar o curativo na rinoplastia é um dos principais questionamentos nas consultas e no pós-operatório. Se você quer saber mais sobre o tempo e como é a retirada das bandagens, então veja mais aqui.

Quanto tempo usar curativo após a rinoplastia

Evolução da recuperação na rinoplastia. Foto: reprodução Getty Imagens

Alguns suportes nasais são utilizados após a cirurgia eletiva do nariz, mas é importante reconhecer a necessidade de cada uma das técnicas utilizadas de imobilização e as condições em que as talas e bandagens são indicadas.

A inserção das talas é considerado um procedimento simples o cirurgião orientará sobre os cuidados com as bandagens e talas e por quanto tempo devem permanecer na narina.

Para que são utilizadas as talas nasais?

Geralmente, são utilizados dois tipos de talas nasais:

  • As talas internas, que são inseridas e fixadas com alguns pontos.
  • As talas externas do nariz, que são fixadas externamente e mantidas no lugar com bandagens a base de cola especial cirúrgica.

Splints ou talas nasais de silicone. Foto: reprodução Getty Imagens.

Os principais propósitos das talas são fixar o tecido operado e projetar o nariz enquanto ocorre a cicatrização.

A tala nasal é utilizada após diversos tipos de cirurgia nasal, incluindo:

Rinoplastia:

A cirurgia plástica no nariz é realizada para alterar a aparência do nariz ou para auxiliar na funcionalidade nasal. Após a rinoplastia, se necessário o cirurgião colocará uma tala no nariz na parte externa para estabilizar o tecido nasal.

Quanto tempo usar curativo após rinoplastia

Substituição de talas externas por bandagens cirúrgicas. Foto: reprodução Getty Imagens.

Estudos recentes garantem que talas externas podem não ser necessárias em todos os casos. Fita cirúrgica e bandagens podem fornecer proteção e sustentação similares ao da tala.

Septoplastia:

Se o septo do paciente estiver torto ou com desvio e isso cause dificuldades na respiração, pode ser indicada uma septoplastia.

Quanto tempo usar curativo após rinoplastia

Correção do septo. Foto: Reprodução Getty Imagens

A cirurgia ajuda no reposicionamento do septo para aperfeiçoamento da respiração nasal. No pós-operatório de uma septoplastia pode ser inserido em cada cavidade nasal um algodão ou gaze e uma tala intranasal.

As talas internas promoveram estabilidade ao septo nasal, tratado e comprimindo-o, para minimizar as complicações hemorrágicas.

Reparo de fratura nasal

A maior parte do nariz é feita por cartilagem, somente a parte superior do nariz é feita de osso. Uma fratura nasal é caracterizada por uma rachadura no osso ou na cartilagem.

Recuperação de rinoplastia reconstrutiva. Foto: reprodução Getty Imagens.

Geralmente, o nariz que está quebrado pode ser realinhado pelo médico utilizando somente técnicas com as mãos, mas em casos graves, a cirurgia pode ser solicitada  para restaurar o nariz o mais próximo possível do seu tamanho e formato original.

Cirurgia nasal

Você pode precisar de cirurgia nasal para remover bloqueios que não são causados ​​por um desvio de septo, como é o caso de sinusite e pólipos nasais.

A remoção de pólipos nasais da cavidade nasal pode ocorrer de forma cirúrgica. As talas internas são geralmente implantadas após outros tipos de cirurgia nasal.

Bandagens cirúrgica para recuperação e suporte pós rinoplastia. Foto: reprodução Getty Imagens.

Somente o cirurgião pode decidir pelo melhor  tipo de tala utilizado no pós-cirúrgico. A escolha das bandagens e talas dependerá do tipo de procedimento que será realizado.

Como funciona uma tala nasal e quanto tempo para tirar o curativo na rinoplastia??

As talas nasais são utilizadas quando o tamanho e a formato do nariz, das narinas ou do septo são modificados após e antes da cirurgia nasal.

As talas mantêm o novo formato e tamanho nasal enquanto o tecido cicatriza e também oferecem proteção ao nariz após a cirurgia.

Talas nasais inseridas na cavidade nasal. Foto: Reprodução Getty Imagens.

Os Splints nasais são tubos ligeiramente curvos que são posicionados na abertura da narina até a cavidade nasal.

Talas nasais externas possuem o formato de um trapézio e a sua extremidade é mais estreita onde é posicionada na ponte superior, de modo que a extremidade mais larga possa cobrir a parte inferior do nariz.

Remoção de tala externa. Foto: reprodução Getty Imagens.

As talas nasais são fornecidas pelo cirurgião após a cirurgia são suficientes e você não necessita comprar mais para trocar ou repor. As talas e bandagens devem permanecer no local até que sejam retiradas pelo médico.

Qual cirurgia é necessária uma tala nasal?

As talas nasais podem ser inseridas internamente ou externamente e geralmente fazem parte dos cuidados pós-operatórios da maioria das cirurgias nasais. Em alguns casos, talas externas não são necessárias. 

Tala externa do nariz

A bandagem adicional pode ser posicionada sobre a tala e enrolada em volta da cabeça do paciente durante o primeiro dia.

Modelo de tala externa. Foto: reprodução Getty Imagens.

Talas externas são removidas quando as bandagens são retiradas.

Tala interna do nariz

Logo após a cirurgia, o cirurgião implantará uma tala em cada narina, fixando-a temporariamente na parede interna da narina com pontos.

Tala interna ou Splint. Foto: reprodução Getty Imagens.

Após alguns dias é necessário retornar ao consultório do cirurgião ou hospital e remover os pontos e as talas.

Pós-operatório com curativos na rinoplastia

Geralmente uma tala nasal externa é posicionada no local por cerca de duas semanas após a rinoplastia. Após uma septoplastia, as talas internas podem permanecer por até uma semana ou mais.

Cuidados necessários com curativos após rinoplastia

Confira algumas dicas sobre o que fazer e o que não fazer quando você tem curativo e talas após uma cirurgia de rinoplastia:

Cuidados pós-operatórios na rinoplastia. Foto: reprodução Getty imagens.

  • É necessário realizar a troca do curativo sobre a tala. O cirurgião fornecerá as orientações adequadas após a cirurgia.
  • Caso a bandagem ou a tala nasal afrouxe ou caia dentro de 48 horas após a cirurgia, ligue para o cirurgião e solicite instruções o mais rápido possível. Normalmente esse episódio não é considerado um grande problema, mas o médico deve ser comunicado imediatamente.
  • Procure atendimento médico imediato em caso de sangramento excessivo ou febre após a rinoplastia.
  • Utilize soro fisiológico para minimizar o acúmulo de muco ao redor da tala interna.

Limpeza nasal pós rinoplastia. Foto: reprodução Getty Imagens.

  • Não cutuque ou insira nada nas narinas. As bandagens e talas só devem ser removidas por um médico.
  • Sempre lave as mãos antes de manusear as gases, o soro fisiológico e os medicamentos prescritos pelo médico. A higiene é vital para uma boa recuperação.
  • Utilize sempre materiais descartáveis na limpeza da região operada.
  • Compareça as consultas do pós operatório de acordo com a solicitação médica, o acompanhamento da cirurgia é muito importante e auxilia na recuperação de forma correta.

As talas internas do nariz podem ser desconfortáveis ​​e fazer com que seu nariz pareça mais largo e maior. Mas isso é apenas temporário e após serem removidas você terá uma percepção totalmente diferente do tamanho e aparência do seu nariz. Quanto tempo para tirar o curativo na rinoplastia dependerá da orientação médica e do avanço da sua recuperação.

Seguir as recomendações médicas é crucial para recuperação. Foto: reprodução Getty imagens.

Converse com seu médico sobre a melhor abordagem para proteger seu nariz no pós-operatório e sobre as técnicas utilizadas para mobilização nasal.

Ítens relacionados



FacebookTwitter
Open chat