Para quem busca um rejuvenescimento facial, os preenchimentos são uma ótima opção. São substâncias flexíveis, que podem ser injetadas na pele para melhorar a aparência de pequenas linhas e rugas, aumentar os lábios, preencher bochechas cavadas, melhorar cicatrizes, levantar sulcos profundos e reparar várias imperfeições faciais. O resultado é uma aparência mais suave, mais jovem com o mínimo de tempo de recuperação e o máximo de segurança.

Homens e mulheres estão usando cada vez mais estas técnicas de rejuvenescimento, já que as substâncias de preenchimento não envolvem uma cirurgia grande e possuem geralmente uma boa relação de custo x benefício.

Cada preenchimento traz benefícios distintos, alguns fornecem resultados duradouros, outros permitem uma precisão maior nas rugas e outros ainda podem gradualmente fazer com que a face tenha um melhor equilíbrio criando, em geral, uma aparência rejuvenescida.

Existem diversas substâncias utilizadas para preenchimento, e a principal diferença entre elas é a composição e a duração dos resultados.

O preenchimento com ácido hialurônico aparece entre um dos procedimentos mais realizados nos consultórios médicos, ficando atrás apenas das aplicações de toxina butolínica. Este crescimento pode ser explicado principalmente pela segurança e eficácia do ácido hialurônico. A substância é produzida naturalmente pelo organismo, por isso os riscos de alergia são quase nulos.

O ácido é indicado principalmente para quem quer suavizar as linhas de expressão e melhorar a definição dos lábios e tem a função de reter água, hidratar e conferir volume à pele e contorno facial. O fato de ser uma substância de efeito temporário e reabsorvível pelo organismo é considerado mais uma vantagem do ácido hialurônico em relação a outros preenchedores.

Atualmente já existem preenchedores de ácido hialurônico que oferecem durabilidade de até um ano.

Outro procedimento é a modelagem e rejuvenescimento da face através da enxertia de gordura retirada do próprio paciente nos sulcos da face, lábios, bochechas, mandíbulas.

O procedimento é realizado com anestesia local e pode ser associado a outras cirurgias, como a plástica das pálpebras, correção de orelhas em abano e lifting facial.

Há muitos anos os enxertos de gordura são utilizados como preenchedore, e sua segurança já foi estabelecida, não existindo reações de sensibilidade ou rejeição pelo fato da gordura ser do próprio paciente. Existe um grau variável de reabsorção, que é bem menor hoje em dia com as técnicas de purificação da gordura.

Já o silicone não costuma ser muito indicado para o rosto porque se trata de uma partícula muito grande que não tem uma boa capacidade de aderência.

Para mais informações sobre Cirurgia Plástica BH, visite a página Cirurgia Plástica BH no site do Dr. Etienne

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA