O aumento de mamas é sem dúvidas uma das cirurgias mais requisitadas nos consultórios.  No entanto a redução de mamas também é muito comum no mundo cirúrgico. Indicada para melhorar a aparência e para tratamento profilático de algumas doenças.

Vamos esclarecer algumas dúvidas freqüentes sobre esta cirurgia, como o caso de cicatrizes, felizmente as cicatrizes ficam quase imperceptíveis. Elas são em formato de T invertido ou ancora. Não impede que você use decotes generosos, mesmo nos dias logo após a cirurgia, pois elas ficam bem disfarçadas.

No caso de pacientes que tem tendência a cicatrização hipertrófica o famoso quelóide, o seu médico irá fazer uma avaliação minuciosa para evitar qualquer desconforto.

A diminuição do volume das mamas melhora consideravelmente sua consistência, é preciso ter em mente que deve existir uma harmonia entre o tamanho do tórax e o volume das mamas.

O resultado pode ser observado após o terceiro mês, período no qual a mama atingem sua forma definitiva.

Outra dúvida recorrente é sobre gravidez, é possível manter o resultado controlando o peso.

Sobre a cirurgia, a anestesia poderá ser local com sedação, peridural ou geral isto vai depender do caso. É uma cirurgia de baixo risco, com duração de noventa minutos, com uma internação de doze a vinte e quatro horas.

São utilizados curativos e modeladores especiais para cada tipo de mama.

O pós operatório é muito tranqüilo, o paciente poderá voltar a suas atividades normais após uma semana com restrições a exercícios que envolvam o tórax, sendo liberado totalmente após 60 dias.

 

 

.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA