Vibrolipoaspiração

A vibrolipoaspiração é uma técnica que utiliza um aparelho chamado Vibrolipo® em conjunto com o lipoaspirador convencional. O Vibrolipo® realiza movimentos vibratórios em várias direções e com freqüência de 10 movimentos por segundo dissolvendo e aspirando a gordura com mais facilidade e mais rapidez.

A grande procura pela vibrolipoaspiração se deve pelo grande atrativo de poder fazer uma lipoaspiração com uma recuperação mais rápida, porque a cirurgia é menos demorada e causa menos trauma e menos dor no pós-operatório.

Não é uma técnica tão nova assim. Foi desenvolvida há mais de 10 anos, entretanto vem sofrendo constantes modificações.  É um procedimento cirúrgico e, como tal, requer uma série de cuidados para minimizar os riscos.

Lipo Ultrassônica

Lipo UltrasônicaÉ uma técnica de lipoescultura por ultrassom para eliminar gorduras localizadas sem cirurgia. O segredo da nova tecnologia é o uso de ondas sonoras inaudíveis POR nós, humanos, que destroem o tecido adiposo sob a pele sem danificar vasos nem queimar a região.

A lipoaspiração ultrassônica (ou lipotripsia ultrassônica) se baseia no princípio da destruição seletiva do tecido gorduroso através da emissão de ultra-som de 22,5MHz a 27 MHz na ponta de uma cânula introduzida através de um corte na pele de 5 mm. A área de ação é de 1 mm . A passagem da cânula vaporiza a gordura e causa a destruição das células gordurosas sem lesar vasos sangüíneos, nervos e as fibras de colágeno.

Apesar dos bons resultados, a lipo ultrassônica não faz milagres. O efeito é apenas estético e não há redução significativa de peso. Assim como a lipoaspiração convencional.

Uma limitação é a espessura da camada de gordura. Se ela tiver menos de 1,5 centímetro, o médico não deve fazer o procedimento. Nesses casos, o ultrassom pode ir além do tecido adiposo e provocar queimaduras.

A técnica é indicada nos casos em que a lipoaspiração tradicional é pouco efetiva ou impossível de ser utilizada, ou ainda quando o sangramento pode ser um fator de complicação.

Os procedimentos tradicionais e comprovadamente seguros e eficazes ao longo do tempo ainda são os melhores. Apesar da tecnologia avançada ainda necessita estudos mais amplos para se difundir como procedimento padrão. Atualmente é usado em casos muito selecionados.

Lipoaspiração a Laser

Lipoaspiração à LaserA técnica é conhecida como lipo a laser, porque a cânula (que é menor do que a utilizada normalmente) possui uma fibra óptica que é introduzida na pele e aquece a região. Esse laser gera calor e dissolve a gordura, que é aspirada por outra cânula ou é naturalmente eliminada pelo sistema linfático.

A gordura dissolvida é mais fácil de ser removida do corpo. Na lipoaspiração convencional, a gordura é aspirada sob a forma de grânulos e é por isso que necessita daquele movimento de vaivém com a cânula. As conseqüências são o inchaço, a dor e os hematomas causados pelo sangramento na hora da operação.

Os efeitos desconfortáveis do método tradicional são amenizados na lipo a laser. Não há sangramento, e o calor ainda estimula a produção do colágeno, que diminui a flacidez na área. Por ser menos agressiva, a recuperação é mais rápida e o paciente pode retornar às atividades no dia seguinte.

Apesar de o aparelho ser indicado para as mais variadas regiões do corpo – desde o pescoço (para a diminuição da “papada”) até a barriga -, é preciso avaliar os riscos, sendo que o laser tem de agir na camada de gordura mais profunda, chamada de lamelar, e o calor em uma camada gordurosa superficial pode causar queimadura de dentro para fora. O resultado disso são buracos na pele que só são revertidos com enxertos.

Os procedimentos tradicionais e comprovadamente seguros e eficazes ao longo do tempo ainda são os melhores. Apesar da tecnologia avançada ainda necessita estudos mais amplos para se difundir como procedimento padrão. Atualmente é usado em casos muito selecionados.

Velashape

VelashapeNa guerra contra a celulite, um novo aliado é o equipamento que recebe o nome de Velashape. Ele une quatro tecnologias já conhecidas no combate à celulite: radiofreqüência, infravermelho, sucção e pressão mecânica.

O aquecimento provocado pelo infravermelho e a radiofreqüência aumenta o metabolismo das células gordurosas, diminuindo o tamanho delas. Além disso, estimula a produção de colágeno, melhorando a textura da pele. Já a sucção e o rolamento mecânico ativam a circulação e ajudam na eliminação de toxinas. Ele associa todas as técnicas anteriores e dispensa a drenagem linfática.

Um dos pontos que mais conta a seu favor é o fato do procedimento ser indolor e não invasivo.

A técnica é indicada para todos os tipos e graus de celulite e há uma melhora de 60 a 80% no aspecto da pele. O Velashape reverte a lipodistrofia e restaura a circulação sangüínea e linfática, melhorando a qualidade da pele e a flacidez.

Além de suavizar os danos estéticos causados pela celulite, o equipamento, por agir na queima de gordura, também pode ser usado para reduzir medidas.

São necessárias 12 sessões, realizadas duas vezes por semana. Em cada uma podem ser tratadas até três regiões do corpo, sendo que se gasta de 20 a 30 minutos por área. A manutenção deve ser feita em seis sessões espaçadas a cada 15 dias. Após essa etapa, indica-se uma sessão a cada três meses.

Para mais informações, visite o site do Dr. Etienne: Lipoaspiração a laser

Lipoaspiração a laser | Lipoaspiração a laser |Lipoaspiração a laser |Lipoaspiração a laser |Lipoaspiração a laser |Lipoaspiração a laser |

SEM COMENTÁRIOS

  1. Ouvi falar que o Sr. opera muito bem calvície (transplante capilar). Quero operar no mês de julho próximo, mas fico na dúvida se devo deixar cair mais o cabelo para depois operar, pois tenho 29 anos. Peço resposta se possível.

  2. Ola dr Etiene ja fiz uma lipo nas coxas e nao estou ainda satisfeita, gostaria de modelar novamente podemos fazer a laser? e qual o tempo para recuperacao.

DEIXE UMA RESPOSTA